Câmara aprova propostas relacionadas a Prevenção ao Suicídio e acessibilidade nas praias de Ilhabela

26/10/2021

Na ocasião os vereadores ainda deram continuidade a entrega dos Títulos de Educador Exemplar

Vereadores da Câmara de Ilhabela aprovaram dois Projetos de Lei durante sessão ordinária realizada nesta terça-feira (26/10), as propostas tratam da criação de Semana Municipal de Valorização da Vida e Prevenção ao Suicídio e também da instituição de sistema de acessibilidade nas praias do município.

De autoria do vereador Alessandro Vieira (Alessandro Abençoado), o PL 63,/2021, institui no Calendário Oficial de Ilhabela a Semana de Valorização da Vida e Prevenção ao Suicídio, a ser realizada, anualmente, no período que compreende o dia 10 de setembro, Dia Mundial da Saúde Mental e Prevenção ao Suicídio, tendo como símbolo um laço da cor amarela. A Semana tem como finalidade a reflexão e a conscientização sobre a temática, objetivando dignificar a vida em relação ao aumento do índice de suicídios, com o objetivo de dar visibilidade à importância do diagnóstico e tratamento adequados de distúrbios emocionais e mentais. O PL também prevê que para programar a Semana Municipal de Valorização da Vida e Prevenção ao Suicídio, o Poder Executivo poderá buscar a ação integrada com a sociedade civil para promover palestras e seminários para orientar e alertar a população sobre possíveis distúrbios emocionais e mentais, bem como palestras direcionadas aos profissionais de saúde para qualificá-los na identificação de possíveis pacientes que se enquadrem neste perfil, priorizando suas realizações em estabelecimentos do ensino médio; criar canais de atendimento pessoal àquelas pessoas diagnosticadas ou as pessoas que se encontram com sintomas de distúrbios emocionais e mentais; promover a interdisciplinaridade entre os profissionais que irão atuar no segmento; entre outras ações.

Já o PL 65/2021, do vereador José Pereira da Silva (Zé Preto), dispõe sobre a instituição do Sistema de Acessibilidade nas praias de Ilhabela. A matéria determina que o sistema seja efetivado mediante alternativas de acesso às praias a serem viabilizadas pelo Poder Público, a critério da Administração. Devendo garantir que pelo menos uma praia do município tenha uma passarela de acesso. Ainda de acordo com a proposta, o Sistema de Acessibilidade deverá atender a legislação ambiental federal, estadual e municipal, e as normas técnicas de acessibilidade da ABNT. O projeto tem por objetivo garantir a acessibilidade e autonomia das pessoas com deficiência e mobilidade reduzida. De acordo com o autor da proposição, é notório que mesmo adotando medidas para tornar o ambiente mais acessível, isso não garante a autonomia dessas pessoas, visto que necessitam de um suporte ou supervisão. A passarela tem o intuito de incluir essas pessoas e garantir seu direito ao lazer de forma independente. “Devemos criar e fiscalizar as políticas públicas que minimizem a exclusão visando à gradativa extinção, garantindo a igualdade de oportunidades e a isonomia para todos”, enfatizou Zé Preto.

A noite ainda foi marcada pela entrega de mais sete Títulos de Educador Exemplar, dando continuidade as homenagens, através de indicações de Certificados de Reconhecimento Público, aos professores, aposentados ou em atividade, que reconhecidamente, tenham prestado relevantes serviços à educação de Ilhabela.

A professora Patrícia Rubia dos Santos, indicada pelo vereador Alessandro Abençoado, é caiçara, filha do Sr. Rubens Leite de Souza e Maria Neuza dos Santos Souza, ambos nativos da praia do Bonete. Casada com Hélio de Souza Júnior, também do Bonete, tiveram uma filha. Patrícia não teve uma vida fácil, ainda criança se mudou com seus pais para São Sebastião, obrigados a ir para cidade em busca de emprego, pois na comunidade a vida era muito difícil. Com muito esforço, em 2000 cursou faculdade em Caraguatatuba, formando-se em ciências contábeis e posteriormente em licenciatura em matemática. Seu legado na arte de ensinar começou em 2001 quando foi convidada a ministrar aulas no telecurso 2000 na escola Antônio Honório dos Santos na Praia do Bonete, no qual ficou por seis anos.  Após esse período começou a atuar como professora de matemática e em 2017 até o final de 2018 ficou como gestora, saindo após a reestruturação administrativa, mas continuou dando aula agora como professora para o fundamental II, onde está até hoje. Sua trajetória de vida e de educadora começou no lugar onde suas raízes nasceram, é na comunidade do Bonete que Patrícia construiu sua história, ela voltou a morar na comunidade em 2001 depois de formada, e sua profissão a permitiu ajudar, ensinar e incentivar outros a lutar pelos seus sonhos e a encontrar oportunidades mesmo diante das dificuldades.

O vereador Alexander Augusto (Leleco Augusto) agraciou a professora Mirian Aparecida dos Santos Batista do Nascimento, nascida em Ilhabela, casada e mãe de três filhos. Aos 4 anos mudou com a família para a cidade do Guarujá, onde estudou e se formou no Magistério, em seguida cursou a faculdade de pedagogia, formando-se também na área de administração escolar. Começou a lecionar trabalhando na prefeitura do Guarujá entre os anos de 1987 e 1988. Em 1989 retornou para Ilhabela e em 1990, através do primeiro concurso público, efetivou-se na rede municipal de ensino. Foi professora da Escola Estadual Dr. Gabriel Ribeiro dos Santos e em 1997 ocupou o cargo de vice-diretora do colégio. Com muita dedicação, colocou em prática toda teoria e seu aprendizado, onde exerceu a função de diretora em três escolas municipais, Dr. Salvador Arena, Profª Mércia do Nascimento Dias e Carolina Moraes. Já ano de 2000 passou a ser coordenadora de Educação Infantil e Educação Fundamental do município. Preocupada com as mudanças na Educação, Mirian sempre estava reciclando seu conhecimento, um deles, foi à formação pelo MEC, onde era formadora do PROFA (Programa de Formação de Professores Alfabetizadores). Em 2010 foi efetivada no seu segundo concurso, também como professora. Atualmente aposentada pelo ILHAPREV, após mais de 30 anos em exercício da profissão, é dona de um enorme coração, sempre exerceu sua profissão com amor, dedicação e comprometimento, além de contribuir com a educação, visando sempre à formação de cidadãos éticos, responsáveis e autônomos.

A professora Diva Moraes Santos foi homenageada pelo vereador Thiago Souza (Dr. Thiago). Também conhecida por “Tia Diva”, professora aposentada, moradora do Bairro da Praia do Pinto. Casada, é mãe de três filhos e avó de quatro netos. Iniciou sua jornada como professora em 1983 na Escola EMEI Cirandinha, no Perequê. Além do Perequê, tia Diva também contribuiu para o aprendizado de crianças no bairro do Itaquanduba onde lecionou por um período. Em 1990 passou a lecionar na escola da Armação, sendo responsável pela alfabetização de grande parte dos jovens nascidos e criados no Norte da Ilha. Em meados de 2014, Diva se aposentou, após 38 anos dedicados a magistratura e as crianças, e com certeza seu jeito calmo, paciente deixou saudades a todos que tiveram a honra de tê-la como professora.

O vereador Felipe Gomes indicou ao Título, as professoras Vilma Barreto dos Santos Souza e Rosângela Luiza Chagas. Vilma é professora de educação básica do ensino fundamental anos iniciais. É casada e mãe de três filhos. Estudou o magistério na Escola Estadual Dr. Gabriel Ribeiro dos Santos, formando-se em 1991, quando iniciou sua trajetória como professora nas escolas estaduais, substituindo professores com aulas eventuais. Em 1997 ingressou na rede municipal de ensino por meio de concurso público, lecionando para crianças com idade entre 4 e 6 anos, na época na antiga Cirandinha, no Perequê. Já em 1999, o município iniciou processo de adesão à municipalização do ensino fundamental anos iniciais com classe de 1º e 2º ano, foi quando passou a lecionar para turmas de alfabetização, especificamente, 1º ano na Escola Municipal Dr. Salvador Arena.  Neste período se dedicou a formações educativas voltadas para alfabetização de crianças, aprimorando sua prática em sala de aula. Em 2004 se formou em pedagogia e no ano seguinte deu início ao curso de pós-graduação em psicopedagogia, concluído em 2006. Em 2005 assumiu o desafio de atuar como Diretora de Escola e exerceu esta função até 2017. Por cada escola em que passou, deixou sua contribuição para a comunidade escolar. Desse período, ela lembra com carinho da Escola Municipal Ruth Cardoso onde se dedicou ao trabalho com adolescentes. Em 2017 foi convidada a exercer o cargo de Diretora Pedagógica do Ensino Fundamental anos finais na Secretaria Municipal de Educação. Dois anos depois assumiu o cargo de secretária Adjunta de Educação no município, exercendo a função até meados de 2020, voltando à função de diretora de escola nas comunidades tradicionais. Em 2021, a professora Vilma voltou a lecionar para turmas de alfabetização em sua escola sede Pref. Eurípedes da Silva Ferreira, onde se sente realizada como profissional da educação.

Já a homenageada Rosângela, é professora de Língua Portuguesa nas escolas Maria Gemma de Souza Oliveira e Eva Esperança Silva. Atua em Ilhabela desde 2006, ano em que se efetivou na Secretaria de Educação do Estado e pôde realizar o sonho de morar no arquipélago. Desde sua adolescência trabalhou na área educacional nas mais diversas funções, administrativa, gestão, coordenação pedagógica, mas principalmente em sala de aula. Já atuou em turmas desde o berçário, educação infantil, fundamental 2, EJA e Ensino Médio em escolas públicas e particulares nas cidades de Santo André, onde nasceu, e São Paulo com as mais contrastantes realidades, como na comunidade de Paraisópolis e colégios particulares do bairro do Morumbi. Ela conta que logo que assumiu suas aulas em Ilhabela se deparou com turmas de muito potencial e se assustou com a falta de perspectiva dos jovens do Ensino Médio. Muitos deles, sequer sabiam o que era vestibular, pouquíssimos tinham como objetivo o Ensino Superior ou uma profissionalização. Outros fatores também chamaram muito a atenção da professora, como a falta de acesso à cultura e pouco ou nenhum sentimento de pertencimento à Ilhabela, já que a maioria eram filhos de migrantes. Frente a esses desafios, a professora Rosângela criou alguns projetos para tornar as aulas de Língua Portuguesa mais dinâmicas e atrativas abordando temas e vivências que fossem de encontro às reais necessidades das suas turmas. Entre eles estão: Universidade, aqui vamos nós; Ilhabela – Paraíso Ameaçado e Turma de Leitores.

As professoras Katia Cilene Faria Ambrozio e Cleidineia da Silva Oliveira foram agraciadas através das indicações do vereador Ezequiel Alves (Ezequiel Cabelereiro). Katia é caiçara, mãe de um filho e avó de um neto. Em 1990, formou-se no Magistério, na Escola Dr. Gabriel Ribeiro dos Santos, onde ministrou aula pela primeira vez como professora substituta. Em 1996 prestou concurso público na Prefeitura de Ilhabela e passou em 1° lugar, quando começou a lecionar como professora de Educação Infantil no complexo do Perequê. Em 1997 lecionou na E. M. Dra. Luiza Aparecida de Souza Tangerino (Itapecerica), em 1998 passou pela escola E. M. Prof.ª Dercy de Andrade Castro, já em 1999 ministrou aulas na E.M. Prof.ª Severina Barbosa de Faria (Tia Zoca). No ano de 2000 contribuiu na formação dos alunos da Escola Municipal Sebastião Leite da Silva e entre o período de 2001 e 2016 atuou na E. M. Dr. Salvador Arena. Assumiu o cargo de Coordenadora Pedagógica de Educação Infantil, em 2017, desenvolvendo seu trabalho até o ano de 2020. Atualmente está ministrando aulas na Escola Municipal Dr. Salvador Arena e ao longo desses 25 anos ela relata a sua relação de amor pela profissão que escolheu, como educadora, especialmente da educação infantil. Katia tem uma trajetória cheia de grandes histórias e suas palavras de carinho, amor e afeto demonstram o quanto ela faz o que ama e faz com muito amor.

Já Cleidineia, nascida em Mauá, é casada e mãe de uma filha. Aos 13 anos se mudou para Ilhabela, seu pai veio a serviço e aqui se estabeleceram. Seu pai na época ministrava cursos profissionalizantes, acompanhando a trajetória dele foi se interessando pela área do ensino e assim que concluiu o Ensino Médio decidiu estudar Magistério, formando-se em 2000. Durante o curso pode perceber que era realmente essa a carreira que queria seguir. Concluiu o Normal Superior em 2005 e desde então fez algumas especializações em Educação Especial, Psicopedagogia, Licenciatura em Pedagogia. No período de 2000 a 2002 lecionou na Associação Creche de Ilhabela e iniciou na APAE em 2001, onde teve a oportunidade de desenvolver alguns projetos de educação especial junto  à equipe multidisciplinar, como, fonoaudióloga, psicóloga, psicopedagoga, terapeuta ocupacional, fisioterapeuta, permanecendo até 2017. Em 2003 se efetivou pelo concurso público, como professora na Rede Municipal de Educação, paralelamente a APAE, de 2002 a 2004. Lecionou em várias escolas, entre elas, Prof.ª Ophelia Reale Montanhesi; José Antônio Verzegnassi; Drº Salvador Arena e Paulo Renato Costa Souza. Em 2011 recebeu o convite para participar do projeto AMEEI (Atendimento Municipal de Educação Especializada Inclusiva), sendo  a E.M. Prof. José Antônio Verzegnassi a primeira a ter uma Sala de Recursos, e ali atuou até 2013, quando foi designada para desenvolver o mesmo projeto na E.M. Paulo Renato Costa Souza, permanecendo até o primeiro semestre de 2017. No segundo semestre do mesmo ano foi convidada a assumir a coordenação pedagógica na E.M. Maria Thereza de Freitas Vidal onde permaneceu até o final de 2020. Atualmente está contribuindo com o desenvolvimento pedagógico das crianças dos Primeiros Passos ao Maternal 2 na E. M. Benedita Salinas Santos, atuando na coordenação pedagógica. Cleidineia fez e ainda faz a diferença na vida de muitas crianças, há 20 anos, vem dedicando seu tempo amorosamente.

Novas proposituras

Durante a sessão, dando continuidade aos trabalhos legislativos, os parlamentares também apresentaram novos requerimentos questionando o Executivo e solicitando melhorias por toda a cidade.

+23
°
C
H: +23°
L: +20°
Ilhabela
Quinta-Feira, 22 Abril
Ver Previsão de 7 Dias
SexSábDomSegTerQua
+24°+24°+24°+23°+24°+23°
+19°+18°+19°+20°+20°+21°

Deixe um comentário

Ilhabela
20/05/2022
Voltado às famílias caiçaras de baixa renda, a Prefeitura de Ilhabela ...
Ilhabela
20/05/2022
A Prefeitura de Ilhabela torna público o edital 075/2022, de Chamamento ...
Ilhabela
20/05/2022
A Prefeitura de Ilhabela nesta sexta-feira (20), informa que as equipes da ...